6

7 semelhanças entre os seres humanos e os animais

dog and boy

Animais e seres humanos

Nós, humanos, gostamos de pensar em nós como um grupo especial, mas acontece que temos muito em comum com outros animais. Matemática? Um macaco pode fazer isso. Uso de ferramentas? Hey, até os pássaros têm dominado isso. Cultura? Desculpe, gente – os chimpanzés têm, também. Aqui está uma lista de algumas semelhanças entre os seres humanos e os animais. Confira:

 

katydid

#1 Gafanhotos tem ouvidos complexos como os de um humano

Nós temos ouvidos complexos para traduzir as ondas sonoras em vibrações mecânicas para nosso cérebro poder processar. Assim também com os gafanhotos. Segundo a pesquisa publicada 16 nov 2012 na revista Science, o ouvido dos gafanhotos são organizados de forma muito semelhante aos ouvidos humanos, com tímpanos, sistemas de alavanca para amplificar as vibrações, e uma vesícula cheia de líquido onde as células sensoriais esperam para transmitir informações para o sistema nervoso . Os ouvidos dos gafanhotos são um pouco mais simples do que o nosso, mas eles podem ouvir muito acima do alcance humano.

 

koshik-elephant-korean

#2 Elefantes conseguem imitar palavras humanas

Até onde sabemos, os humanos reinam na arena da linguagem. Mas os elefantes podem descobrir como fazer os mesmos sons que fazemos. Segundo os pesquisadores, um elefante asiático vivendo em um zoológico da Coreia do Sul aprendeu a usar seu tronco e pescoço para imitar palavras humanas. O elefante pode dizer “Olá”, “bom”, “não”, “senta” e “deita”, tudo em coreano, é claro. O elefante não parece saber o que essas palavras significam. Os cientistas acreditam que ele pode ter pego os sons porque ele era o único elefante no zoológico desde seus 5 até os 12 anos.

 

lab mouse

#3 Ratos fazem caretas para expressar a dor como os humanos

Você faz caras estranhas quando está com dor? Os ratos também fazem. Em 2010, pesquisadores da Universidade McGill e da Universidade de British Columbia, no Canadá, descobriram que os ratos submetidos à dor moderada faziam “careta”, assim como os seres humanos. Os pesquisadores disseram que os resultados poderiam ser usados ​​para eliminar o sofrimento desnecessário dos animais de laboratório, permitindo que os pesquisadores saibam quando algo fere os roedores.

 

dolphin

#4 Golfinhos falam dormindo assim como os humanos

Os golfinhos podem cantar o canto das baleias enquanto dormem! Isso de acordo com pesquisadores franceses, que gravaram os mamíferos marinhos fazendo sons não-nativos durante a madrugada. Cinco golfinhos, que vivem em um parque marinho na França, ouvem gravações do canto das baleias durante o dia todo em seu aquário e à noite, os golfinhos parecem imitar as gravações enquanto dormem, uma possível forma de  falar dormindo. E você pensou que seus murmúrios noturnos eram estranhos.

 

Coconut-octopus

#5 Humanos tem ideias de construções de casas assim como os polvos

O polvo veado (Marginatus Amphioctopus) pode fazer abrigos móveis de casca de coco. Quando o animal quer se mover, tudo o que tem a fazer é empilhar os tentáculos para dentro da casca de coco, segurando-a com as pernas rígidas ir girar para longe e pro fundo do oceano para um novo local.

Brittlestar1ed

#6 Humanos tem os movimentos de uma estrela do mar

Esses maravilhosos cinco tentáculos que vemos na imagem, movem-se com a coordenação que espelha a locomoção humana. Estrelas do mar frágeis têm simetria radial, em comparação, os seres humanos e outros mamíferos, tem simetria bilateral. Na maioria das vezes, os animais com simetria radial movimentam-se pouco ou movem-se apenas para cima e para baixo, como uma água-viva que impulsiona-se através da água. Estrelas do mar, no entanto, movem-se perpendicularmente ao eixo do corpo – uma habilidade geralmente reservada para os bilateralmente simétricos.

 

pests_pigeon

#7 Pombos gostam de grandes prêmios assim como os humanos

Jogadores em Vegas tem algo em comum com pombos das calçadas, e não é apenas o fascínio com objetos brilhantes. Na verdade, os pombos fazem apostas assim como os seres humanos, eles escolhem o que lhes darão uma recompensa maior e mais rara no futuro, ao invés de ficar com a escolha que lhes oferecem uma pequena recompensa constante. Essa decisão questionável pode decorrer da emoção e da ilusão da grande recompensa, de acordo com um estudo publicado em 2010 na revista Proceedings da Royal Society B. Os jogadores humanos também são seduzidos pela ideia do “grande prêmio final”, não importando quanto tempo demore para ter.

 

Fonte: LiveScience

Kabertollucci

6 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado