1

Lítio – O ouro do futuro

pedra-12

A cada dia que passa, nós, seres humanos, estamos sendo obrigados a viver cada vez mais dependentes da tecnologia, sejam os smartphones, notebooks, ultrabooks, ipad, ipod, itudo… Porém, poucos sabem informações valiosas sobre essas máquinas. Não, não estou falando do touchscreen, e sim da bateria.

Assim como qualquer outra parte do celular, a bateria tem importância fundamental (ainda mais quando você precisa usar urgentemente e a bateria está acabando, não é mesmo?). E a bateria esconde um tesouro, um verdadeiro ouro: o Lítio. Pra se ter ideia de sua grandeza, o Lítio alimenta tudo, nossos gadgets, nossos carros – praticamente todo o mundo moderno. Há uma estimativa de que haverá um aumento de 25% na produção de Lítio nos próximos anos.

Mesmo explodindo com o contato com a água, o Lítio tem uma importância cada vez maior, ainda mais quando se fala em carros não-poluentes, ou os famosos carros elétricos. Mas como ele é extraído? Como se faz uma bateria? Quais os principais países fornecedores de Lítio? Quem o descobriu?

O que é Lítio?

Lítio vem do grego lithos que significa “pedra”, é o terceiro elemento da tabela periódica e um metal alcalino branco-prateado. É também o material mais leve da Terra e o elemento sólido menos denso, com uma densidade cerca de metade ao da água.

É armazenado em óleo mineral, vaselina ou qualquer outro líquido não-reativo em condições anaeróbicas (sem contato com o ar) e sem contato com a água, já que explodiria.

Li - quimica

O Lítio é muito corrosivo e reativo, sendo encontrado na natureza em compostos, frequentemente em minerais pegmatíticos, ou na água do mar, salmoura e argila. O problema maior é que este elemento é muito difuso na natureza – 33° mais abundante da Terra – o que significa que coletá-lo e concentrá-lo em uma forma viável comercialmente é bem difícil.

Descoberta

Johan August Arfwedson isolou o lítio da petalita, uma substância cristalina, em 1817, e nas décadas seguintes outros cientistas pesquisavam sobre suas propriedades. Em 1855, os químicos Robert Bunsen e Augustun Matthiessen descobriram uma forma de precipitar grandes quantidades de lítio do cloreto de lítio através de eletrólise, o que levou a uma produção em pequena escala a partir de 1916 e a uma escala comercial de produção de lítio em 1923.
Na Segunda Guerra Mundial, o Lítio foi muito utilizado como graxa de alta temperatura para motores de aeronaves, graças ao seu alto ponto de fusão e ao fato de ser significativamente menos corrosivo que as pastilhas de cálcio usadas anteriormente. E na Guerra Fria também exerceu um papel fundamental, os íons lítio-6 e lítio-7 foram usados para criar o trítio, um composto usado para aumentar a eficiência e rendimento das bombas de hidrogênio, bem como um combustível sólido de fusão.

Extração e Principais Produtores

Entre 1950 e 1980, os EUA foram o principal produtor global de lítio, acumulando um estoque de quase 42 milhões de toneladas de hidróxido de lítio durante quase um quarto de século. Os Estados Unidos foram responsáveis por suprir 80% da demanda global por lítio em 1976, e continuaram o domínio até 1984, quando um dos maiores depósitos do planeta foi descoberto no Chile (e novamente em 1997, quando a mineração começou em outro grande depósito na Argentina).

Chile e Argentina são os principais produtores, nesta ordem, sendo responsáveis por 60% da demanda mundial por ano. Austrália e China, juntas, 30%. Os 10% restantes são divididos entre EUA

e Rússia. Estimativas do US Geological Survey dizem que a reserva mundial de lítio é de 13 milhões de toneladas. Metade desse suprimento acredita-se estar na Bolívia, e na parte oeste dos Andes. No geral, a USGS estima que exista 5.4 milhões de toneladas de Lítio nas montanhas bolivianas.

ScreenHunter_05 Jul. 07 14.01

O Lítio já foi extraído de salmouras e também minerado de rochas duras. A mineração de lítio em rochas duras é como qualquer outra operação tradicional de mineração: cave um grande buraco, jogue as pedras, e envie para processamento. O problema de aplicar isso ao lítio é que extrair a substância de rochas sólidas exige tempo, energia e custo alto. Como o lítio é tão difuso, você precisa de muita pedra para conseguir um pouco do que quer.

Uma forma mais eficiente economicamente é usar métodos de extração à base de solução salina. Tanto Chile quanto Argentina (e também China, Rússia, e os EUA, em partes) usam esse método. As salmouras, de origem vulcânica, estão presentes em áreas desertas e ocorrem em locais onde o lítio foi concentrado por evaporação solar.

Demanda Mundial

Por mais que seja a melhor ideia para grande parte de nossos problemas ambientais, a utilização de carros movidos a eletricidade podem não ser de todo salvador. Existem cerca de 900 milhões de veículos nas ruas ao redor do mundo, e não há reservas de lítio o suficiente para substituir muitos deles por alternativas movidas a bateria.

“Como uma bateria de veículo exige 100 vezes mais carbonato de lítio do que uma bateria de laptop, a revolução dos carros verdes pode tornar o lítio uma das commodities mais estratégicas do planeta”, diz Mary Ann Wright, da Johson Controls-Daft, uma produtora de baterias de lítio.

imagem 4

“Para fazer apenas 60 milhões de veículos híbridos por ano contendo uma pequena bateria de íon-lítio, precisaríamos de 420.000 toneladas de carbonato de lítio anualmente – ou seis vezes a produção global atual”, Willian Tahil, diretor de pesquisa da Meridian International Research, explica. “Mas você quer baterias de tamanho decente, então é mais provável que você teria que aumentar a produção global em dez vezes. E isto exclui a demanda por lítio em aparelhos eletrônicos portáteis.”

Para evitar a escassez, há procura por outras fontes que possam substituir o Lítio. Um sistema promissor é fazer a salmoura ser puxada para a superfície a partir de bombas geotérmicas. Um grupo de sete usinas geotérmicas no Salton Sea conseguem puxar cerca de 16.000 toneladas de lítio (e uma grande quantidade de zinco) anualmente. É uma questão de filtrar os minerais dissolvidos da água.

Fonte: Engenharia É

Kabertollucci

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado