0

O ENIGMA DA PIRÂMIDE


Em um belo dia, depois de terminada a Copa Mundial de Futebol de 2002, a Internet foi inundada com as notícias da “descoberta” que o torneio estava regido pelo número mágico 3964. Ponderavam os “numerólogos” que deu Argentina em 1978+1986 (soma: 3964), Alemanha em 1974+1990 (idem), Brasil em 1970+1994 (idem) e Brasil novamente em 1962+2002 (idem).

Os “profetas” passaram por cima da Copa de 1966+1998, quando nesta última devia ter dado Inglaterra, mas deu França, “melando” a brincadeira. A partir daí, “melou-se” também a Copa de 1958+2006, quando nesta última devia ter dado Brasil e deu no que deu: Itália. E “melou” na Copa de 1954+2010, quando nesta última devia ter dado Alemanha e deu Espanha.
Todavia, para botar mais lenha na fogueira, a FIFA elegeu o Brasil como sede da Copa de 2014, reeditando a sede de 1950 (soma: 3964).
Poderíamos definir essa teoria quase confirmada como o Enigma da Pirâmide, cujo vértice superior seria o ano de 1982 e cujos resultados se repetiriam em todos os quadriênios equidistantes a 1982, como na figura abaixo, se os deuses do esporte não fossem uns desmancha-prazeres: 

Nessa linha de raciocínio, daria Uruguai em 2014, como em 1950, e em 2018/2022 estaríamos em plena Guerra Mundial como em 1946/1942. E, se ainda existissem gramados na Terra pós-guerra-nuclear, daria Itália em 2026 e 2030, como em 1938 e 1934 e Uruguai novamente em 2034, último ano de Copa Mundial de Futebol, como em 1930, primeiro ano da Copa, fechando o terceiro vértice da pirâmide! E, a prevalecer o descortino dos “numerólogos”, Brasil campeão mundial de futebol, NUNCA MAIS! O cetro de hexacampeão ficaria, enfim, nas mãos da Itália.

Kabertollucci

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado