0

Obtenção e uso do silicone


Máscara Facial em silicone

Silicones são polímeros compostos por silício e oxigênio intercalados, contendo também grupos orgânicos na sua estrutura.

O silicone foi inventado em 1943, acompanhe as reações do processo de fabricação:

Observe que a areia (SiO2) misturada a carbono dá origem ao produto final, o silicone. A cadeia respectiva apresenta, em sua cadeia linear, átomos de silício e oxigênio alternados. A quantidade de ramificações orgânicas – CH3 pode variar na molécula, daí a explicação para a variedade de silicones existente no mercado.

O silicone pode variar de líquido viscoso a sólido, semelhante à borracha. Essa variação na forma física depende do tamanho da molécula, vejamos:

- O silicone formado por moléculas menores possui um aspecto oleoso, sendo por isso usado como impermeabilizante de superfícies, graxa lubrificante, cera de polimento, etc. Se encontra na forma líquida e pode ser aplicado para realçar o para-choque e painéis plásticos de automóveis.

- Moléculas intermediárias dão origem a silicones mais pastosos, usados na fabricação de adesivos e selantes, como, por exemplo, colas de silicone, usadas na montagem e fixação de aquários e janelas de vidro.

- À medida que a parte orgânica da molécula de silicone fica maior, as ligações se cruzam e o silicone assume o aspecto de elastômero, mais conhecido como borracha de silicone. Assim, passa a apresentar alta resistência e por isso é aplicado em equipamentos industriais e peças de automóveis, dentre outras.

Para quem associa a palavra silicone apenas à vaidade feminina de obter seios maiores (próteses siliconadas), apresentamos aqui outra aplicação deste polímero no universo feminino: o silicone é usado em formulações cosméticas, como por exemplo, em batons.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Kabertollucci

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado