1

Os 5 sentidos do homem vs animais!

Confira abaixo os 5 sentidos clássicos propostos por Aristóteles: 

OLFATO

O nariz apurado de um cão pode salvar vidas: treinados, eles detectam se uma pessoa tem ou não câncer de pulmão só pelo odor do hálito. Mesmo que a doença esteja só no começo. Não há máquina capaz de algo parecido:

HOMEM – 5 milhões de células olfativas.
CACHORRO – 300 milhões de células olfativas.
O MELHOR OLFATO: URSO – 4 Bilhões de células olfativas.

Cachorro

Cachorro

 

Urso

Urso

AUDIÇÃO

Nenhum animal doméstico é páreo para o gato no quesito audição. Ele consegue ouvir os sons das vibrações corporais dos cupins. E você chegando no térreo, mesmo que esteja num apartamento no décimo andar:

HOMEM – 20 MIL HERTZ
GATO – 60 MIL HERTZ
A MELHOR AUDIÇÃO: BALEIA-BRANCA (OU BELUGA) – 123 MIL HERTZ

Gato

Gato

Baleia Beluga

Baleia Beluga

VISÃO

Temos três receptores de cor nos olhos: um para cada cor primária (vermelho, azul e verde). Os papagaios têm quatro: os nossos mais um para o ultravioleta. O mundo deles, então, é bem mais colorido que o seu:

HOMEM – 3 receptores de cor.
PAPAGAIO – 4 receptores de cor.
A MELHOR VISÃO: CAMARÃO MANTIS – 12 receptores de cor

Papagaio

Papagaio

Camarão Mantis

Camarão Mantis

PALADAR

Cachorros e gatos praticamente não sentem o gosto da comida. Se você quiser um bicho de estimação com paladar apurado, compre um porquinho-da-índia, que tem duas vezes mais papilas gustativas que os humanos. Ou arranje um bagre, o campeão mundial de paladar, com três vezes mais papilas que você.

HOMEM – 9 MIL papilas gustativas.
PORQUINHO-DA-ÍNDIA- 17 MIL papilas gustativas.

O MELHOR PALADAR: BAGRE – 27 MIL papilas gustativas

 

Porquinhos da Índia

 

Bagre

Bagre

TATO

Para que nós sejamos capazes de obter as percepções táteis existem na pele uma série de terminações nervosas e corpúsculos. Eles são os chamados receptores táteis. O mesmo se passa com animais noturnos que, face à falta de luz, usam bigodes longos ou antenas desenvolvidos para detectar através do tato as propriedades do meio, por exemplo Gatos, Ratos e Toupeiras, chamados sensores.

 

PARA SABER MAIS
Na Língua dos Bichos
Temple Grandin, Rocco, 2006

Think Like a Cat
Pam Johnson-Bennett, Penguin Books, 2011

Cão Senso
John Bradshaw, Record, 2012

Fonte: Superinteressante

Kabertollucci

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado