0

3 perguntas sobre responsabilidade social

1)    Qual a importância da ética para a sociedade?

R: Para falar-se de ética é necessário abranger sobre o termo moral. Moral se refere aos “bons costumes” ou valores – dos quais consideramos virtudes – que cada ser humano acredita ou possui. É a nossa capacidade de distinguir o certo e errado aos olhos em geral, do que a sociedade define havendo variações de acordo com  a cidade, estado e país que se vive. Assim, ética, lado a moral é a postura que o indivíduo terá perante as pessoas de seu convívio habitual. 

Em tese, se cada pessoa tivesse uma conduta ética, viveríamos em uma sociedade por si mais justa organizada e equilibrada. Todavia, em termos práticos não é assim que funciona.

Outro:

R: A ética é essencial para a convivência em qualquer sociedade, consiste no caráter, no modo de se, e no comportamento de cada individuo. Tem a função de estabelecer certo equilíbrio e um bom funcionamento social, e assim possibilitando que ninguém saia prejudicado.
Ética não pode ser confundida com moral, que é a obediência a normas, costumes ou mandamentos culturais ou religiosos. Ou ate mesmo com a lei, que com certa freqüência tem base nos princípios éticos. A Ética e a moral devem andar lado a lado com a liberdade, mas essa liberdade tem algumas limitações que a própria lei natural impõe ao ser humano.
É construída por uma sociedade com base nos valores históricos e culturais, fazendo com que cada grupo possua seus próprios códigos de ética. Também existe a ética de determinados grupos ou locais específicos, tais como a ética médica, ética no trabalho, ética empresarial, ética educacional, ética nos esportes, ética jornalística, ética na política, entre outras.
Deste modo uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antético. A fim de adequar as mudanças sociais ocorridas no decorrer dos anos, O Código de Ética passou por recente revisão, na busca de adequá-lo “às demandas contemporâneas e à expansão das perspectivas futuras. 

2)    Quais atitudes e atividades para uma empresa ser responsável socialmente?

R: Responsabilidade social é quando as empresas decidem, voluntariamente, contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo.

O conceito de responsabilidade social pode ser compreendido em dois níveis: o nível interno relaciona-se com os trabalhadores e, a todas as partes afetadas pela empresa e que, podem influenciar no alcance de seus resultados. O nível externo são as conseqüências das ações de uma organização sobre o meio ambiente, os seus parceiros de negócio e o meio em que estão inseridos.

Responsabilidade Social Corporativa

Existe também a responsabilidade social corporativa, que é o conjunto de ações que beneficiam a sociedade e as corporações que são tomadas pelas empresas, levando em consideração a economia, educação, meio-ambiente, saúde, transporte, moradia, atividades locais e governo. Geralmente, as organizações criam programas sociais, o que acaba gerando benefícios mútuos entre a empresa e a comunidade, melhorando a qualidade de vida dos funcionários, e da própria população.

Responsabilidade Social Empresarial

Responsabilidade Social Empresarial está intimamente ligada a uma gestão ética e transparente que a organização deve ter com suas partes interessadas, para minimizar seus impactos negativos no meio ambiente e na comunidade. As empresas de hoje em dia têm cada vez mais uma consciência social, o que é traduzido pela responsabilidade social demonstrada.

3) Quais são os tipos de sustentabilidade? Cite exemplos.

R:Sustentabilidade Econômica, Sustentabilidade Social e Sustentabilidade Ambiental.

sustentabilidade econômica de uma empresa, fundada na valorização da livre iniciativa e do trabalho humano a fim de assegurar aos empresários, trabalhadores e clientes condições financeiras para viver com dignidade, será duradora com um prática ética das estratégias de negócios, da vantagem competitiva, do investimento, do lucro, dos resultados, da relação com os acionistas, clientes e fornecedores. Resumindo: prosperidade.

sustentabilidade social na empresa vai além da geração de emprego, distribuição de renda e as políticas sociais resultantes da arrecadação de tributos e impostos. A sustentabilidade empresarial considera o respeito aos Direitos Humanos e a chamada Responsabilidade Social e Cultural no município, do estado e no país, inclusive com incentivos fiscais. Trata-se bem seus empregados sem distinção geracional, de gênero, de raça ou etnia, religião ou ateísmo, orientação sexual ou cor partidária. Ainda se os empregados são protagonistas no processo e não meros executores ou cumpridores de função. É público e notório o prejuízo econômico que as empresas que desrespeitam estes princípios têm sofrido.

Por fim, a sustentabilidade ambiental tem como principio a preservação do meio ambiente, o equilíbrio ecológico que garanta a vida para os seres humanos, a fauna e a flora e, mais especificamente, a utilização sustentável dos recursos naturais por parte das empresas, o cumprimento da legislação, os impactos ambientais nos projetos da empresa, a gestão de resíduos líquidos e sólidos, tecnologias limpas, reciclagem e educação ambiental dentro da empresa. Em outras palavras, eco eficiência.

A empresa sustentável é somente aquela, só e somente só, com uma prática da indivisibilidade e interdependência das dimensões econômicas, sociais e ambientais. Forma-se uma espécie de tripé. Sem as três pernas o banco não se sustenta.

 

Via trabalho designado para matéria de Responsabilidade Social do curso de Engenharia de Controle e Automação, onde as respostas foram retiradas de fontes de pesquisa da internet (Wikipedia)

Kabertollucci

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado